Consultório Seminário: Av. Nossa Sra Aparecida,661 | (41) 3057-9443 Clínica 24h: R. Rockefeller, 566 | (41) 3333-7226
Emergência 24h (41) 3044-9301
Meu gato está soltando muito pelo, o que eu faço?
24 de janeiro de 2019

Os donos de gatos costumam se assustar quando o animal começa a ter queda de pelo em excesso. Mas, será que isso é normal?

Você anda pela casa e observa tufos de pelo do animal espalhados em todos os cantos. Ao passar a mão nele, percebe que o bichinho está soltando muito pelo. Essa é uma situação muito comum em inúmeros tutores de gatos, afinal, a preocupação pela saúde do animal deve ser constante.

Entretanto, é mais comum ainda que muitas pessoas não entendam que a queda excessiva de pelo pode ser sinônimo de problemas e que, por isso, precisa ser diagnosticada e tratada.

Por que os pelos caem?

São diversos fatores que precisam ser considerados na abordagem deste problema, que pode estar ou não relacionado a uma doença de pele.

Pode ser uma doença

Embora não seja uma regra geral totalmente eficiente, se o animal não possui falhas na pelagem, isso significa que a queda não está relacionada com uma doença de pele. Porém, feridas, descamação e coceira excessiva podem ser alguns indicativos.

Isso acontece porque, quando o animal está doente, o organismo dele tende a poupar nutrientes e energias para utilização de órgãos vitais, como o coração e o cérebro, fazendo com que a pelagem sofra com a falta de nutrientes.

Dessa forma, se a pele do animal apresentar indícios de feridas ou falhas, é importante levá-lo ao veterinário para averiguar o problema.

Já verificou a alimentação?

Quando o animal recebe alimentação de boa qualidade, como as rações da categoria super premium ou contam com uma dieta caseira recomendada por profissionais, sua pelagem recebe nutrientes em maior quantidade e qualidade, algo que proporciona a pelagem um crescimento com mais força e brilho.

Por isso, caso a alimentação do animal não esteja de acordo com a sua idade, seu peso ou não for de boa qualidade, é bem provável que o animal esteja com alguma deficiência alimentar e que isso cause a falta de alguns nutrientes essenciais para sua vida, causando assim a queda excessiva de pelo.

Vale a pena investir um pouco mais em uma alimentação de qualidade e procurar um veterinário para que ele ajude você a preparar uma dieta para o animal que seja suficiente e lhe proporcione os melhores nutrientes.

Atente-se às verminoses

Você sabe, os gatinhos adoram cheirar e lamber tudo que eles acham interessante e, com isso, apresentam vermes intestinais com mais frequência. Esses vermes se utilizam dos alimentos ingeridos pelo animal para sobreviver, tirando os nutrientes do organismo do felino.

E o mecanismo da queda de pelo é o mesmo de quando o animal possui uma nutrição pobre. Dessa forma, a vermifugação do gatinho a cada 6 meses, ou de acordo com a orientação do veterinário, é essencial.

Existem épocas de trocas de pelo

Sim, os gatinhos possuem épocas específicas para realizarem a troca de pelos. Isso geralmente ocorre a cada 6 meses, principalmente com a chegada dos meses mais quentes e mais frios do ano.

Essa é uma estratégia que o organismo dos gatinhos utiliza para o controle da temperatura corporal. Dessa forma, o animal possui uma pelagem de acordo com o ambiente e da forma como ele se sente mais protegido.

Essa queda de pelo não deve ser motivo de preocupação, embora seja recomendado o auxílio de alguns suplementos específicos, a base de ômegas e vitaminas, com o intuito de ajudar no crescimento de nova pelagem.

É possível reduzir a queda de pelos?

A principal forma de reduzir a queda de pelos do animal é escovando sua pelagem diariamente. Ao realizar a escovação, você irá retirar os pelos já enfraquecidos, que cairiam nos próximos dia e, dessa forma, será possível evitar que o animal engula esses pelos, o que previne as obstruções gastrointestinais.

Além disso, se verificado algum problema na pele do animal, além da queda de pelo, levá-lo ao veterinário é essencial para que ele possa ter o tratamento adequado.

BLOG

doação sangue animal
13 de junho de 2020
Animais também podem doar sangue

Você sabia que os pets também pode ajudar a salvar vidas doando sangue? A atitude nobre ainda é pouco...

vacina contra a gripe cachorro
2 de junho de 2020
Vacina contra a gripe para cães: saiba quando fazer

O inverno começa oficialmente no dia 21 de junho. Com ele, vem a queda da temperatura e a preocupação...

como limpar tartaro cachorro
22 de maio de 2020
Limpeza de tártaro: quando visitar o veterinário?

Você sabia que 80% dos cães com mais de 05 anos de idade sofrem com o acúmulo de tártaro?...