Consultório Seminário: Av. Nossa Sra Aparecida,661 | (41) 3057-9443 Clínica 24h: R. Rockefeller, 566 | (41) 3333-7226
Emergência 24h (41) 3044-9301
Meu gato está com raiva. O que fazer?
29 de maio de 2019

Saiba mais sobre esta zoonose que afeta também os bichanos. A raiva é uma doença grave, que leva à morte em quase 100% dos casos

Buscar informações sobre a doença é o primeiro passo para entender a gravidade do problema. Apesar de, geralmente, a raiva estar associada aos cachorros, também há diversos casos de gato com esta zoonose. E, mesmo que um pouco raro, devemos ter atenção máxima a esse mal, principalmente devido à popularidade dos bichanos atualmente.

O que é a raiva?

Esta enfermidade, causada por um vírus, ataca o sistema nervoso e pode levar à morte em quase todos os casos. Ao atingir o cérebro, a mudança de comportamento é uma das principais manifestações clínicas.

Até mesmo gatos tranquilos e amorosos podem se tornar agressivos de forma repentina. Alguns outros sintomas podem aparecer, como:

  • Estrabismo;
  • Salivação excessiva;
  • Perda do controle da mandíbula;
  • Espasmos;
  • Tremores;
  • Desorientação;
  • Isolamento;
  • Fotofobia (aversão à luz);
  • Convulsões;

Ao perceber qualquer alteração em seu gato, busque imediatamente um veterinário de confiança. Somente um profissional especialista pode identificar a doença e definir as medidas adequadas, capazes de garantir redução nas dores do seu bichinho.

Diagnóstico da raiva

O diagnóstico exato é apenas post mortem. Ou seja, a certeza que o gato estava infectado com o vírus só poderá ser confirmada após sua morte. Os sintomas e o histórico do gato podem indicar raiva felina e, nesse caso, o gato deverá ser mantido em observação por até dez dias, a fim de acompanhar a evolução da doença.

Tratamento

Infelizmente, não há tratamento para esta zoonose. A expectativa de vida de um gato infectado é de 3 a 7 dias após a manifestação dos primeiros sintomas.

Raiva felina pode contaminar humanos?

Esta é a dúvida mais comum e a resposta é: sim! Por ser uma zoonose, ou seja, doença que é transmitida dos animais para pessoas, ela pode atingir os seres humanos através da mordida do animal infectado. Todo cuidado é pouco!

A prevenção é a melhor, e mais segura, escolha. A vacinação possui uma taxa de eficácia muito próxima a 100%, garantindo uma vida tranquila e saudável para seu amigo de 4 patas! A primeira dose da vacina de raiva para gato deve ser dada com 3 a 4 meses de vida, sendo reforçada anualmente, de acordo com a orientação do seu veterinário. Conte conosco da Clínica Vet Produtor para te auxiliar com todo o processo.

BLOG

28 de outubro de 2019
Como oferecer uma alimentação natural para o seu cachorro

Trocar a ração por alimentos frescos traz diversos benefícios para o seu pet Quem busca uma vida saudável, já...

25 de outubro de 2019
Como cuidar de um cão com câncer? 

Atendimento especializado e dedicação são fundamentais para enfrentar a doença  Se o seu cãozinho de estimação foi diagnosticado com...

18 de outubro de 2019
Encontrou um pássaro ferido na rua? Saiba o que fazer! 

Alguns cuidados são essenciais para capturar e transportar o animal em segurança Você provavelmente já avistou um pássaro machucado...