Consultório Seminário: Av. Nossa Sra Aparecida,661 | (41) 3057-9443 Clínica 24h: R. Rockefeller, 566 | (41) 3333-7226
Emergência 24h (41) 3044-9301
Como cuidar de um gato cego 
20 de agosto de 2019

Com cuidados especiais e muito amor, seu gatinho pode manter uma vida longa e saudável 

Cuidar de um felino cego pode parecer difícil, mas com paciência, dedicação e muito carinho, seu gatinho pode viver bem e feliz. Confira as dicas que a Clínica Vet Produtor preparou para você manter seu pet saudável: 

Alimentação  

A comida e bebida do seu gato precisam estar bem acessíveis, já que o bichano terá um importante sentido a menos. Uma boa alternativa é incluir mais uma fonte de água e um potinho de comida pela casa, dessa forma o felino terá uma alternativa mais próxima caso bata aquela fominha.  

É muito importante não trocar os potes de lugar, já que o animal vai se basear na memória para encontrar sua água e sua comidinha. 

Ao colocar comida, também é importante explorar os outros sentidos do gatinho, como a audição. Para isso, basta fazer um barulho específico, como uma batida no potinho ou um assobio – dessa forma, seu gato vai saber que tem uma comida fresquinha esperando por ele. 

Mantenha o felino dentro de casa 

Todos os gatos deveriam ser criados em ambientes internos, evitando assim doenças transmissíveis, atropelamentos e filhotes abandonados nas ruas. Mas quando falamos de gatos cegos, essa necessidade é ainda maior. Assim, você consegue ajudar na adaptação do bichano e evita que ele saia de casa e não consiga mais voltar. 

Não mude os objetos de lugar 

Deixe sempre os potinhos de água e comida no mesmo lugar, próximos um do outro, e evite ao máximo relocar os móveis dentro de casa. Em casas maiores, é uma boa ideia aumentar o número de potes do bichano, assim como disponibilizar mais de uma caixinha de areia. 

Seu gato cego adora companhia 

Se, além de não enxergar, seu gatinho não possuir um companheiro felino, talvez seja hora de mudar isso. O processo de adaptação do seu bichano com um gato novo é rápido e as brincadeiras entre os dois vão ajudar a manter seu felino que não enxerga contente, motivado e bem distante da depressão.  

Se você estiver pensando em adotar um gatinho cego e ele já estiver familiarizado com outro bichano, o ideal é adotar os dois, assim a adaptação com a casa nova será bem mais fácil.  

Cuidados médicos 

Seja a cegueira por conta da idade ou resultado de algum acidente, seu gato tem de ser examinado por um médico veterinário o mais rápido possível.  

Só um profissional especializado saberá informar os cuidados que você deve ter com o seu bichano, prescrever a medicação correta e até mesmo dizer se a falta de visão pode ser revertida.  

Cego ou não, um gato adulto deve fazer ao menos duas visitas ao ano no veterinário, para manter o acompanhamento de sua saúde em dia. 

 

Gostou destas dicas? Então acesse o site da Clínica Vet Produtor e conheça todos os serviços disponíveis para manter seu bichano sempre saudável. 

 

BLOG

28 de outubro de 2019
Como oferecer uma alimentação natural para o seu cachorro

Trocar a ração por alimentos frescos traz diversos benefícios para o seu pet Quem busca uma vida saudável, já...

25 de outubro de 2019
Como cuidar de um cão com câncer? 

Atendimento especializado e dedicação são fundamentais para enfrentar a doença  Se o seu cãozinho de estimação foi diagnosticado com...

18 de outubro de 2019
Encontrou um pássaro ferido na rua? Saiba o que fazer! 

Alguns cuidados são essenciais para capturar e transportar o animal em segurança Você provavelmente já avistou um pássaro machucado...