Consultório Seminário: Av. Nossa Sra Aparecida,661 | (41) 3057-9443 Clínica 24h: R. Rockefeller, 566 | (41) 3333-7226
Emergência 24h (41) 3044-9301
As doenças mais comuns do hamster
4 de junho de 2018

É fundamental ser capaz de reconhecer e prevenir essas enfermidades para cuidar do animal.

Quando o hamster está em seu habitat natural, é muito difícil que ele fique doente, pois seu corpo ganha resistência necessária e sua inteligência garante sua segurança.

Porém, ao ser domesticado, o pequeno roedor acaba sendo exposto a diversos perigos graças às mudanças de ambiente e de alimentação. Por isso, é nossa responsabilidade oferecer as condições ideais para o seu desenvolvimento.

As principais doenças

“Cauda molhada”

A “cauda molhada” é uma das doenças mais comuns do hamster a apresentar alta taxa de mortalidade. Apesar de poder manifestar-se em animais de todas as idades, nos filhotes é mais comum, principalmente após o desmame, pois eles enfrentam uma mudança radical em sua dieta.

Nesta enfermidade, o animal apresenta a cauda permanentemente molhada, por causa da diarreia constante. Por isso, corre risco de sofrer de desidratação até morrer. Se verificar esse problema, é extremamente importante procurar um veterinário urgentemente.

Diabetes

A diabetes é outra das doenças mais comuns do hamster, e apresenta sintomas similares aos dos humanos.

A doença se caracteriza pela deficiência na produção de insulina pelo pâncreas. Dessa forma, o organismo fica incapaz de controlar os níveis de glicose no sangue, pois o organismo secreta pouca quantidade dessa substância. Assim, uma grande quantidade de glicose deixa de ser transformada em energia, ficando presa.

Em linhas gerais, o roedor entra em uma espécie de “estado de inanição”, pois a glicose não alcança a corrente sanguínea. Nesse caso, é normal o animal comer muito e perder peso rapidamente. Se isso acontecer, pode ser sinal de diabetes

Abscessos

O abscesso consiste em um nódulo palpável que se forma abaixo da pele do animal. Ele é causado pelo acúmulo de pus devido a uma infecção.

Esse processo infeccioso pode ser causado por ferida acidental ou uma mordida de outro hamster. Esse machucado pode evoluir para um abscesso se não for devidamente tratada.

É comum que os abscessos se formem perto das bochechas do roedor, fazendo com que fiquem inchadas. É essencial ficar atento a esses pequenos inchaços para evitar complicações no futuro.

Essas são as doenças mais comuns que os hamsters podem desenvolver durante a vida. Ainda é possível que eles tenham gripes e resfriados, além de tumores, estes especialmente nos mais idosos.

Em todos os casos, é essencial consultar imediatamente um veterinário para buscar solucionar o problema como deve ser feito, assim a saúde do seu companheiro estará protegida.

BLOG

doação sangue animal
13 de junho de 2020
Animais também podem doar sangue

Você sabia que os pets também pode ajudar a salvar vidas doando sangue? A atitude nobre ainda é pouco...

vacina contra a gripe cachorro
2 de junho de 2020
Vacina contra a gripe para cães: saiba quando fazer

O inverno começa oficialmente no dia 21 de junho. Com ele, vem a queda da temperatura e a preocupação...

como limpar tartaro cachorro
22 de maio de 2020
Limpeza de tártaro: quando visitar o veterinário?

Você sabia que 80% dos cães com mais de 05 anos de idade sofrem com o acúmulo de tártaro?...